Pastores e líderes religiosos podem requerer judicialmente o vínculo de emprego com entidade sem fins lucrativos (igreja), desde que presentes os requisitos caracterizadores, assim decidiu o Tribunal Superior do Trabalho.

Por fim, caso sejam necessárias maiores informações acerca do tema, a Francalacci & Exterkötter Advocacia conta com profissionais especializados para melhor lhe atender, bastando enviar e-mail ou mensagem através do WhatsApp! Acesse também nosso site <www.francalacciexterkotter.com.br>.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *